Treinos de JW. Lautenschläger

Ir em baixo

Treinos de JW. Lautenschläger

Mensagem por JW. Lautenschläger em Sex Jun 27, 2014 12:51 pm


em treinamento

treino: 001



“Não viva nesse mundo de loucos, viva loucamente nesse mundo...”

Os raios de sol fizeram a prole da deusa da loucura despertar naquela tarde monótona e sem graça. O único habitante do chalé de Lissa banhou-se e vestiu-se de forma qualquer, indo comer alguma coisa que havia deixado embaixo de sua cama noite passada.

As vozes, suas queridas vozes, haviam começado a deixá-lo em paz vez ou outra, mas ainda teimavam em ficar batendo papo com o garoto quando ele menos queria e isso o deixava zonzo e até mesmo indisposto a maioria das vezes, por isso, o garoto resolveu que iria começar a treinar. E era exatamente isso que iria fazer agora.

***

Terminou de comer sua barra de cereal e pegou sua espada – Snow Crazy – saindo em seguida de seu chalé.

Não conhecia muito daquela construção mas, tinham uma vaga ideia de onde ficava a tal arena. Já estivera lá observando os campistas combatendo bonecos, pequenos monstros e até mesmo se enfrentando.

Quando pisou naquela área, ele inspirou profundamente sentindo todo o cheiro de terra e suor que continha.

Pôde perceber alguns olhares curiosos em cima de si e imediatamente começou a rir da situação, não um riso comum e sim, um psicótico quase como o de um psicopata. Uma coisa sobre o garoto era que não conseguia seguir os impulsos, as coisas simplesmente aconteciam.

Decidiu que iria lutar contra um boneco. Era mais fácil que monstros já que ele não tinha habilidade alguma.

***

Caminhou em direção a um boneco e ficou encarando-o por um tempo. O garoto parecia esperar que o boneco se comunicasse com ele, porém ele não o fez.

Deve ser muito chato não é amiguinho? Ficar aí parado... Recebendo porrada... - Novamente o garoto riu, sua risada ecoando pelo terreno silencioso da arena e atraindo olhares.

Firmou sua espada nas duas mãos e tentou alguns golpes – ainda sem atingir o boneco – apenas para testar o equilíbrio da arma em sua mão.

Logo após sua pequena iniciação, o garoto aproximou-se ainda mais do boneco e fez algo como se fosse sussurrar em seu ouvido.

Que vença o melhor...! – Ele falou com cara de psicopata e afastou-se do boneco dando início a sua sequência de movimentos.

Ataque! Golpe lateral! Cortada à esquerda! Acima do ombro! Cortada por cima! Respirou e continuou novamente. Ataque! Golpe lateral! Cortada à esquerda! Acima do ombro! Cortada por cima! Mais uma vez. Ataque! Golpe lateral! Cortada à esquerda! Acima do ombro! Cortada por cima!

Deu um pequeno giro de 45º como se estivesse se esquivando de um ataque e fez outra sequência, para complementar a primeira.

Ataque! Ataque! Passo para trás! Parada Cruzada! Bloqueio com espada! Golpe lateral! Fazendo isso, repetiu mais três vezes.

O garoto se movimentava com leveza, muito embora não tivesse prática alguma com tal exercício, sua espada parecia uma língua que dançava de um lado para outro. Sem perceber, JW estava anunciando a cadência de movimentos quase tão rápido quanto alguém que já houvesse feito aquilo antes.

O garoto parou, ainda sorrindo e ofegou para o boneco.

Por hoje chega empalhado... –  Riu novamente.

O garoto saiu da arena girando sua espada na mão e ignorando os olhares curiosos sobre si.


Vanilla @ ice
avatar
JW. Lautenschläger

Mensagens : 7
Data de inscrição : 19/06/2014

Ficha Meio-Sangue
Energia:
500/500  (500/500)
Vida:
475/500  (475/500)
Arsenal:

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinos de JW. Lautenschläger

Mensagem por Lord Zeus em Sex Jun 27, 2014 2:28 pm

Muito bem, prole da loucura.
Recompensas:
95xp
Att
avatar
Lord Zeus

Mensagens : 27
Data de inscrição : 17/06/2014
Localização : Olimpo

Ficha Meio-Sangue
Energia:
500/500  (500/500)
Vida:
500/500  (500/500)
Arsenal:

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinos de JW. Lautenschläger

Mensagem por JW. Lautenschläger em Sab Jun 28, 2014 8:58 am


treinando

Treino 002



”Breve é a loucura, logo é o arrependimento...”

A prole de Lissa mal havia dormido na noite passada. Sentia dores em seu corpo inteiro e seus sonhos eram confusos como sombras em meio a tempestade.

...sombras, vozes, risos...

Era tudo muito difícil de se definir mas, apesar de toda a insanidade da situação, o garoto gostava daquilo.

***
Levantou-se naquele instante com um tom de determinação, iria voltar a arena. Tomou um rápido banho e fez sua higiene pessoal. Vestiu-se de uma bermuda preta e a camisa do acampamento. Mas dessa vez ele optou por levar seu estilingue e firer,

***

O acampamento estava levemente movimentado, mesmo sendo razoavelmente cedo. Os campistas preferiam acordar cedo e por suas atividades em dia que esperar e fazer isso no escaldante sol da tarde.

A arena, não estava muito diferente do dia anterior. As pessoas continuavam em suas monótonas vidas e algumas até, pararam para observar a prole de Lissa que pisava naquele terreno novamente. Eles o haviam visto lutar e sabiam que o garoto não estava ali para brincadeiras.

***

A prole da deusa da loucura caminhou em direção aos campistas que o olhavam. Eles estavam meio hesitantes em ter o garoto tão próximo.

Se olham tanto, creio que querem me desafiar... Bom, desafio aceito! – O garoto falou em tom de malícia puxando seu sorriso psicopata levemente conhecido. – Quem vai ser o sortudo?

Nenhum campista se mexeu a princípio mas, após um tempo uma garota veio a frente.

Eu.

A prole de Lissa ergueu a sobrancelha e pôs seu riso em ação fazendo a garota ficar mais hesitante. Ele a rodeou e falou em seguida.

–  Creio que não temos muitos corajosos por aqui...

Virou-se para a menina e a chamou para um lugar mais distante dali, para que obtivessem espaço o suficiente. O garoto pôs firer em suas mãos e piscou para a garota que estava em sua posição de ataque com uma lança apontada para ele.

***

Os primeiros segundos foram apenas de breve observação, mas após alguns segundos, a garota partiu para cima dele.

Ataque! Giro de 45º! Parada cruzada!

Ela era bastante rápida e o garoto quase não conseguia se defender, por sorte havia treinado um pouco no dia anterior e podia fazer alguns movimentos em resposta.

Ajeitou sua arma na mão e partiu para cima dela. Ataque! Giro lateral! Ataque por cima do ombro!

A garota conseguiu se defender de todos os golpes mas, no último segundo o garoto fez um ataque lateral e cortou uma parde de seu abdômen levemente.

Ela recuou um pouco, JW sabia dos efeitos de sua arma e previu que ela deveria estar sentindo o ardor causado por tal. Porém, ela era mais persistente do que ele havia pensado. Partiu para cima dele sem hesitar e desferiu uma série de golpes muito rápidos e precisos, dessa vez o garoto não conseguiu evitar todos e foi ao chão.

A garota pisou em seu abdômen e sorriu com a lança na garganta do garoto.

Você parece ser bom, mas aqui muitos são bons. Você tem de ser o melhor...

A garota mal havia retirado a lança do pescoço do garoto quando ambos ouviram um estrondo. E, ao olharem para o lado perceberam que era um cão infernal. Os garotos que observavam a luta haviam o soltado para dar mais uma agitada, o problema é que a prole de Lissa nunca havia enfrentado um monstro.

***

A menina deu um passo a frente e firmou sua lança entre as duas mãos fitando o cão. JW não fez diferente, firmou firer em sua mão esquerda e antes de mais nada a perguntou.

–   Posso pelo menos saber seu nome antes de morrer?

Ela sorriu de leve para ele mas não demorou a responder.

–  Gwen, filha de Ares.

–  Suspeitei desde o princípio... –  Ele riu de forma frenética como antes, o que fez a menina recuar e chamar a atenção do cão para si.

Transformando seu riso psicótico em um sorriso malicioso, o garoto correu em direção ao cão com Gwen em seus calcanhares. Tentou lhe dar o primeiro golpe, um ataque lateral mas o cão era ágil e desviou bem a tempo de ser atingido porém, a prole de Ares que estava bem atrás dele não o deixou escapar e conseguiu desferir um pequeno corte em sua pata.

O garoto se empolgou um pouco e correu novamente atrás da fera dessa vez tentando pegá-la de surpresa. A garota estava pouco a sua frente e conseguiu cortar a orelha dele fora, JW por sua vez focou na região próxima ao abdômen e fez um arranhão ali, esperava ter feito mais porém o cão se moveu bem na hora.

Ele transformou seu sorriso malicioso em um sorriso de frustração, o cão conseguira irritá-lo e isso não era bom.

Ele e Gwen se entreolharam e correram juntos bloqueando a passagem do cão, iriam ter de se enfrentar de frente. Com as armas erguidas, os semideuses partiram para cima dele bem na hora que ele saltou. JW conseguiu aumentar o corte que Gwen havia feito na pata dele mas em compensação o cão caiu em cima dele jogando firer longe dali.

A prole de Ares subiu em cima do cão mas não estava conseguindo obter equilíbrio pois o cão estava se sacolejando para retirá-la dali. Em um ato rápido, a prole de Lissa levou a mão ao bolso e tateou o chão a sua volta em busca de uma pedra.

O cão, em seu sacolejo, acabou perfurando o ombro do garoto com suas garras, o que o fez urrar de dor e raiva achando bem na hora uma pequena pedra. Então, ergueu desajeitadamente o estilingue e lançou a pequena pedra fazendo-a crescer e acertar o abdômen do cão que saiu de cima dele sem fôlego. Porém, a pedra caiu em cima da perna do garoto, machucando-a.

Mancando, o garoto pegou firer e foi em direção ao cão onde Gwen já dominava. Juntos eles ergueram as armas e o transformaram em mísero pó.

Nada mal... – Falou a garota ofegante.

O garoto apenas assentiu e sorriu de leve, depois de tanto tempo, um sorriso humano. Ela se apoiou em seu ombro.

–   Precisamos ir na enfermaria...

–  Sim, precisamos...

Então, ambos saíram da arena rumando em direção a enfermaria.




Vanilla @ ice
avatar
JW. Lautenschläger

Mensagens : 7
Data de inscrição : 19/06/2014

Ficha Meio-Sangue
Energia:
500/500  (500/500)
Vida:
475/500  (475/500)
Arsenal:

Voltar ao Topo Ir em baixo

O autor desta mensagem foi removido do fórum - Ver a mensagem

Re: Treinos de JW. Lautenschläger

Mensagem por JW. Lautenschläger em Dom Jun 29, 2014 1:20 pm


treinando

Treino 003



” A arte de ser louco é jamais cometer a loucura de ser um sujeito normal...”

Mais um dia frio no acampamento. Ou pelo menos assim era no chalé de Lissa. JW acordara tremendo e em pouco já estava com uma indisposição que não reconhecia.

Para não ser dominado, o garoto levantou-se e rumou até o banheiro para desfrutar de um banho quente. Fazendo isso, vestiu-se de uma roupa qualquer e saiu de seu chalé em direção a arena, sem levar nenhuma arma consigo.

***

A arena estava semi lotada, como sempre. O garoto pretendia fazer um treino diferente, de que iria adiantar ser bom com armas se não obtivesse um preparamento físico? Marchou em direção a pequena arquibancada que havia no local e ali começou o seu alongamento.

Primeiro alongando os músculos da perna, o garoto buscou apoio na madeira da arquibancada e fez força como se fosse empurrá-la apoiando uma perna por vez, assim fazendo com que alongasse-a. Em seguida, igualou os pés e fez um movimento de empurrar para alongar e manter forte a região dos tornozelos.

Tendo alongado parcialmente as pernas, o garoto ergue a perna esquerda apoiando-a no banco e leva seus dedos a ponta do pé, fazendo o mesmo com a perna direita. Após tal exercício, puxa o joelho esquerdo de encontro ao peito e logo em seguida o direito.

Agora, já estava com as pernas bem alongadas, iria para os braços. Os deixou bem reto e frente ao corpo puxando os dedos para que se alongassem mais com a mão livre, fez isso com os dois braços. Depois, levou o braço para perto da cabeça ajudando a alongar tanto o pescoço quanto os músculos do antebraço.

Estava pronto.

***
Caminhou para a borda da arena com alguns olhares interrogativos para si, que ignorou. Deu alguns pequenos pulinhos em seu lugar aquecendo o sangue e em poucos segundos começou a trotar.

No mesmo ritmo, o garoto percorreu os limites da arena diversas vezes até suas pernas não aguentarem mais. Fez uma pausa para tomar fôlego e continuou sua corrida dessa vez aumentando o ritmo variadas vezes assim como a forma que estava correndo.

Parou após um tempo e foi para outros exercícios. Chegou em uma parte em que havia sombra e fez alguns polichinelos variados, tocando em seus pés e tocando também no chão para não ficar na monotonia.

O garoto deitou no chão após um tempo e começou a fazer abdominais. Tanto de frente, como variando para a esquerda e para a direita. Deitou também de barriga para baixo para fortalecer os músculos das costas. Tendo feito isso, se ergueu um pouco e apoiou-se em seus braços.

Dali começou a fazer flexões. Buscou fazer de forma rápida e depois de forma lenta, para forçar seus músculos ao máximo e poder obter uma melhor resistência se continuasse com os exercícios em treinos que estava por vir.

***
O garoto, ofegante, deixou a arena satisfeito e se sentindo um pouco dolorido mas, sabia que seria apenas o primeiro passo para tornar-se um semideus forte.








Vanilla @ ice
avatar
JW. Lautenschläger

Mensagens : 7
Data de inscrição : 19/06/2014

Ficha Meio-Sangue
Energia:
500/500  (500/500)
Vida:
475/500  (475/500)
Arsenal:

Voltar ao Topo Ir em baixo

O autor desta mensagem foi removido do fórum - Ver a mensagem

Re: Treinos de JW. Lautenschläger

Mensagem por JW. Lautenschläger em Seg Jun 30, 2014 10:44 am


treinando

Treino 004



A prole de Lissa vinha sentindo dores desde seu último treino, muitos podem achar que fora curto e sem muita ação mas sua real intenção havia sido fortalecer os músculos e se manter forte e firme. O garoto, porém, decidira que aquele tipo de treino ficaria de lado, pelo menos naquele dia.

Levantou-se rumando ao banheiro para seu costumeiro banho antes do treino e logo em seguida, vestiu-se de forma qualquer porém, confortável. Saiu do chalé sem levar nenhuma arma, ele sabia muito bem o tipo de treino que faria hoje e não precisaria delas.

***

Quando chegou a arena, a prole da loucura novamente retirou a atenção dos campistas. Ele já estava cansado de ser visto como uma aberração, isso o fazia ficar cada vez mais... Irado. Sua mãe tinha uma certa afinidade com isso e claro que sua prole herdara.

Caminhou até o arsenal da arena e logo foi observar as armas. Tinham para todos os gostos, tamanhos e qualidades. O garoto rumou em direção aos arcos, eram eles seu alvo, diga-se de passagem. Observou os inclinados, curvos e planos. Acabou por pegar um que tinha uma certa concavidade e as pontas eram viradas na direção oposta. Se satisfez com uma aljava contendo quinze flechas e pegou cinco alvos.

Pôs seu material em um canto isolado e próximo as árvores, onde foi separar os alvos em graus de dificuldade diferentes. Como eram cinco ele pôs dois mais próximos, dois mais afastado e um – no meio – consideravelmente afastado.

Caminhou de volta para o arco o pegando em seguida e pondo a aljava presa as costas. O garoto nunca havia atirado e sabia que seria difícil acertar um alvo tendo de aprender tudo sozinho porém, já tinha visto alguns campistas o fazendo antes e copiar era um dos talentos do garoto.

Pegou uma flecha e preparou-se para atirar, segurando-a com o polegar e o indicador. Mirou totalmente desajeitado e quando soltou o cordel sentiu o mesmo batendo de encontro com seu braço. Largou a arma no chão irritado com a dor, no mesmo momento seu instrutor – Quíron – se aproximou lentamente observando o garoto.

Acho que deveria pedir ajuda algumas vezes.

O garoto observou o centauro e revirou os olhos mas este apenas achou graça, já vinha observando JW a um tempo e sabia como o semideus odiava admitir que precisava de ajuda.

Retirou um arco das costas e foi mostrar ao garoto como deveria se fazer e este – impressionantemente – prestou atenção.

Primeiro, deve segurar a flecha com o indicador e o dedo do meio. – ele puxou o arco demonstrando. – E, deve puxar até que suas omoplatas quase se encostem. Assim fica mais fácil de mirar e até mais confortável. Porque não tenta?

O garoto, vendo como o centauro estava se sentindo confortável, tentou reproduzir. Puxou uma flecha e a posicionou usando os dedos indicados e puxando o cordel do arco até que suas omoplatas quase se encontrassem. Fazendo isso, percebeu a leveza de seu arco e tentou mirar no alvo mais próximo. A flecha passou zunindo ao lado do mesmo mas não acertou.

Deve sempre ter um ponto A e um ponto B em sua mente. Assim pode planejar melhor seu alvo. Tente novamente.
O garoto suspirou impaciente e logo se preparou para lançar a flecha. Dedos, costas e finalmente, Alvo. Por incrível que pareça, o centauro estava certo, era mais fácil de acertar daquela forma. Porém, o garoto ainda não havia conseguido o centro e sim, a terceira linha de cinco.

Tentou novamente por mais cinco vezes naquele alvo até conseguir acertá-lo e ir para os próximos que embora mais distantes, ainda eram atingidos – poucas vezes no centro – mas ainda assim atingidos.

O garoto caminhou até os alvos para recuperar as flechas e repor a aljava, tendo feito isso, voltou para a posição inicial agora tentando utilizar da velocidade.

Tinha de atirar em todos os alvos, pouco importando se era no centro ou não, mas seu intervalo deveria ser de apenas cinco segundos. E assim o garoto o fez. O mais fácil foi o primeiro pois, teve um tempo maior e conseguiu atingir o centro  mas os outros com apenas cinco segundos para se posicionar, não foram tão bons assim e o máximo que o garoto conseguira fora a segunda linha próxima ao centro.

Ofegante, ele pegou as flechas e retirou os alvos. Caminhou de volta ao arsenal e guardou os itens ali saindo da arena em seguida para seu chalé.


Vanilla @ ice
avatar
JW. Lautenschläger

Mensagens : 7
Data de inscrição : 19/06/2014

Ficha Meio-Sangue
Energia:
500/500  (500/500)
Vida:
475/500  (475/500)
Arsenal:

Voltar ao Topo Ir em baixo

O autor desta mensagem foi removido do fórum - Ver a mensagem

Re: Treinos de JW. Lautenschläger

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum