Treinos de Dylan S. Kross

Ir em baixo

Treinos de Dylan S. Kross

Mensagem por Dylan S. Kross em Qui Jun 19, 2014 4:15 pm

Treino 001

Primeiro dia no acampamento, geralmente é difícil. Pelo menos foi o que os instrutores do acampamento falaram para o garoto. Em seu chalé, Dylan pegou sua faca e caminhou para fora, rumo a arena.

Ver, pelo caminho, tantos semideuses acostumados a essa vida o fazia sentir uma pontada de esperança. Talvez um dia ele conseguisse se tornar um deles, apenas talvez.

A arena era enorme, ao ver de Dylan. Alguns semideuses treinavam juntamente a outros, outros contra monstros ou bonecos mas foi para a parte dos bonecos que o garoto caminhou. Tendo noção de sua inexperiência, ele sabia que seria idiotice tentar algo radical, então por que não começar pelo começo?

***

Haviam três bonecos organizados de forma triangular tal que, o garoto ficasse no meio. Com sua faca na mão, ele tentou fazer alguns dos movimentos que outros garotos estavam fazendo e que ele havia visto quando entrou na arena. Girando a arma levemente, lançando-a para frente, deslizando seu corpo para a lateral oposta entre outras técnicas que tentou repetir.

Depois de poucos segundos, o garoto tentou desferir pequenos golpes no boneco que estava a sua frente. Decidiu chamá-lo de Joe. Tentou, primeiramente, fingir que ele era um oponente real, então se esquivou algumas vezes de ataques inexistentes e atacou. Braços e pernas. Sabia que era um alvo mais fácil de ser atingido, um oponente real iria sempre tentar proteger o dorso.

Logo em seguida, tentou algo mais radical, subindo aos poucos e espalhando palha enquanto acertava o abdômen, em movimentos de X e Z. Empolgando-se um pouco, subiu até o peito e cravou a lâmina de sua arma ali, pondo fim ao boneco Joe.

Suado e ofegante, o garoto fez uma pequena comemoração indo ao encontro do segundo boneco, o que antes estava a sua direita. Decidiu chamá-lo de Phineas.

Para não ficar monótono, decidiu treinar sua esquiva fingindo que o boneco estava lhe lançando coisas como bombas ou bolas de fogo. Jogou-se algumas vezes para a direita revezando para a esquerda e algumas vezes para a esquerda revezando para a direita. Com uma cambalhota desajeitada, o garoto alcançou as costas do boneco e fez um pequeno corte ali. Imaginando que o oponente iria supostamente se virar, correu para a frente do boneco e lhe deu outro corte. Mas, para não ficar sempre na mesma coisa, imaginou-se frente a frente novamente. Agora, voltou a sua antiga tática de atacá-lo no dorso, pondo assim, fim ao boneco Phineas.

Caminhando para a esquerda, ainda mais suado e ofegante, o garoto decidiu tentar algo ainda mais radical. O terceiro e último boneco iria chamar-se Chuck.

Pôs sua faca em um lugar estratégico e correu para cima do boneco, primeiro lhe socando onde seria seu rosto, em seguida desviando de seus possíveis contra-ataques. O segundo passo seria atingir o estômago do oponente, fazendo-o possivelmente recuar, ganhando espaço e tomando fôlego. Nesse momento, Dylan recua e vai para o ponto estratégico onde estava sua arma. A pega em suas mãos e corre de volta para onde estava Chuck. Acerta pequenos cortes onde seriam seuas braços e em seguida atinge seu abdômen, pondo fim a luta.

Com um suspiro de vitória, o garoto se afasta e caminha em direção ao seu chalé. Precisava de um banho e claro, uma boa soneca.


## words for tag
avatar
Dylan S. Kross

Mensagens : 14
Data de inscrição : 19/06/2014

Ficha Meio-Sangue
Energia:
500/500  (500/500)
Vida:
500/500  (500/500)
Arsenal:

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinos de Dylan S. Kross

Mensagem por Lord Zeus em Qui Jun 19, 2014 4:35 pm

Seu treino ficou bom, entretanto você deve descrever mais o lugar em que você se encontra, e essas coisas, fora isso seu treino ficou excelente.
Recompensa: 150xp
avatar
Lord Zeus

Mensagens : 27
Data de inscrição : 17/06/2014
Localização : Olimpo

Ficha Meio-Sangue
Energia:
500/500  (500/500)
Vida:
500/500  (500/500)
Arsenal:

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinos de Dylan S. Kross

Mensagem por Dylan S. Kross em Sex Jun 20, 2014 11:22 am

Treino 002

O dia amanheceu frio naquele dia. Em seu chalé, o filho de Hipnos estava confortável debaixo das cobertas mas, tal conforto teria de dar espaço para algo mais importante: sua preparação física. Dylan não podia se dar ao luxo de dormir nenhum segundo a mais, teria de ir até a arena e treinar, dar duro.

O garoto levantou-se e foi banhar-se. Deixou que a água fria batesse em seu rosto, fazendo-o despertar. Em seguida, vestiu-se com uma regata branca e uma bermuda jeans. Pegou Sloth e o seu Bracelete da deusa, saiu do chalé com um objetivo: estraçalhar algum monstro na arena.

***

Quando pisou no solo da arena, ajoelhou-se levando dois dedos da mão direita ao solo melando-os com o pó dali e os pondo em sua testa, seguidamente. Fez uma pequena prece não só ao seu pai mas também a sua patrona, Lady Hera, que o aceitara como seguidor e que o garoto iria honrar o nome.

Levantou-se após seu pequeno ritual de iniciação e caminhou até onde os monstros ficavam presos. O garoto iria lutar contra algo não tão grande assim como não tão pequeno. Decidiu escolher um automato. Dentre tantas formas, estilos e personalidades, o garoto escolheu uma aranha.

Quando a liberou, Dylan percebeu que ela tinha cerca de um metro e vinte centímetros, algo que não era tão grande mas dava para por medo. A aranha primeiramente provou o preço da liberdade correndo ao redor do garoto que a tinha libertado, sem rumo apenas esticando suas pernas metálicas. Mas isso não durou muito tempo, em pouco, a aranha focou no rosto do garoto e arreganhou suas ventosas mostrando as garras escondidas no local onde provavelmente seria sua boca. Dali, pingava um líquido nojento e verde, que fez os cabelos da nuca de Dylan se arrepiarem.

O garoto suspirou e firmou sua espada na mão esquerda, enquanto encarava aquele ser esperando qual dos dois deveria fazer seu primeiro movimento. Como esperado por Dylan, o automato fez o primeiro. Rastejou pelo piso da arena rapidamente até onde ele estava, foi um movimento tão rápido que por pouco o garoto não conseguira desviar.

Suspirou aliviado e correu em direção a aranha que por sua vez estava preparada e feriu sua perna com uma de suas garras. O garoto caiu desajeitadamente no chão enquanto um filete de sangue escarlate escorria por sua canela. Ignorando a dor, levantou-se e correu novamente tentando repetir o ataque, dessa vez é claro, querendo obter sucesso. Porém, o máximo que conseguiu foi tirar faísca das patas da aranha. Com raiva, Dylan socou o chão e decidiu ir para cima da aranha de uma vez.

Correu o mais rápido que podia e se agarrou em uma das patas do automato. Em tentativa de livra-se do garoto, a aranha começou a balançar a pata freneticamente, em vão. Dylan conseguiu se firmar ali e quando a aranha deu uma trégua, ele escalou-a e montou nela como se fosse um cavalo. A aranha começou a tentar livrar-se dele novamente, mas ele segurou-se e tentou firmar sua espada na parte em que o corpo e a cabeça da aranha se separavam. Em vão, sua espada voo longe e o garoto terminou perdendo o equilíbrio e caindo no chão.

Nesse meio tempo a aranha aproveitou para lançar-lhe o líquido verde que lhe saia da boca. Conseguiu acertar o braço do garoto e o líquido começou a queimar imediatamente deixando o braço do garoto levemente dormente. Quando ele percebeu que a aranha se preparava para lançar o líquido novamente, ele ativou seu escudo conseguindo repelir o ataque.

Correu até onde estava sua espada, precisava pensar em algo, precisava pensar e rápido. Nesse tempo, a aranha começou a lhe perseguir encurralando-o aos poucos. Foi aí que Dylan percebeu que a única maneira de conseguir derrotá-la seria lançar sua espada na boca do automato. Mas, deveria, infelizmente, esperar a aranha abrir a boca e lançar-lhe outro jato de ácido ou sei lá o que.

Tentou desviar do automato mais algumas vezes e então, viu a oportunidade perfeita. Baixou o escudo e quando a aranha abriu a boca para lançar-lhe o ácido, ele arremessou a espada. O lado bom do ataque foi que o garoto atingiu seu objetivo e o lado ruim foi que boa parte do ácido respingou em seu braço.

O garoto foi ao chão juntamente com a aranha, caiu de joelhos segurando o braço que ardia como se lava houvesse sido aplicada carinhosamente. Ergueu sua visão e deparou-se com a aranha inerte em sua frente. Levantou-se e retirou sua arma dali.

O garoto decidiu sair da arena mas, dessa vez não iria para seu chalé e sim, para a enfermaria. Acima de tudo, ele precisava cuidar de seu braço ferido.



## words for tag
avatar
Dylan S. Kross

Mensagens : 14
Data de inscrição : 19/06/2014

Ficha Meio-Sangue
Energia:
500/500  (500/500)
Vida:
500/500  (500/500)
Arsenal:

Voltar ao Topo Ir em baixo

O autor desta mensagem foi removido do fórum - Ver a mensagem

Re: Treinos de Dylan S. Kross

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum